Samoieda

samoieda

É uma raça de cão cuja origem é da Sibéria, no norte da Rússia. Os cães da raça pesam entre 20 e 32 quilos, sendo machos e, 17 e 25 quilos, sendo fêmeas adultas. Os samoiedas são cães inteligentes e muito usado para trabalho, pois na região norte da Rússia (local de origem), é usado por pastores de renas para puxarem trenós. Possuem uma importante qualidade que é o fato de ficarem sempre alertas ao que está ocorrendo ao seu redor, além de ser uma raça teimosa e, portanto, difíceis de serem treinados.

Uma das suas curiosidades mais interessante é que possuem uma expressão facial em que parecem estar sempre sorrindo. Outra é que o nome desta raça de cão é uma referência a tribos samoiedas que os usavam muito para puxar trenós e cuidar das renas e por último, nas tempestades de neve, usam o rabo espesso para cobrir o focinho.

Gentil e brincalhão, o Samoieda é um bom companheiro para criança ou pessoa de qualquer idade, pois é uma raça intimamente ligado à família. Além disso, são amáveis com estranhos, outros animais de estimação e geralmente, com outros cães. Costuma ser calmo dentro de casa, mas para isso, essa raça inteligente precisa de exercícios diários físicos e mentais. Caso fiquem aborrecidos, poderão cavar e latir. É independente e muitas vezes teimoso, mas está disposto a agradar e é sensível aos desejos de sua família, além de atender aos pedidos das crianças.

Siamês

gato-siames

É uma das raças de gato mais populares do mundo. Seus olhos azuis enormes e o pelo que começa claro e termina em degradê com o escuro, chamam bastante atenção de quem vê, mas o que poucas pessoas sabem é que essa é umas das raças mais imprevisíveis que existem e também, uma das mais versáteis para se ter como uma companhia.

Estudiosos dizem que o gato Siamês é original da Tailândia, conhecido no Sudoeste Asiático como o gato feito para acompanhar reis, por ter postura e ser elegante. Mas com o passar dos anos, os siameses acabaram indo parar na Inglaterra e de lá, foram transportados para outros países e continentes, caindo nas graças do mundo inteiro e tornando-se famosos, assim como os Persas. Algumas raças tem tendência a serem mais agitados, e outras mais calmas, entretanto, a raça Siamês é geralmente imprevisível no seu temperamento, pois são gatos conhecidos por serem amáveis e fies, mas seu comportamento não é sempre o mesmo. Alguns parecem muito ativos, outros,de repente, estão mais quietos, o que pode assustar alguns donos, mas a questão é que a raça é muito independente e possui o seu próprio ritmo.

Apesar de ser um gato bastante popular, uma de suas características é ser bastante frágil. O pelo cai bastante e gatos que perdem bastante precisam de uma escovação diária, pois se lambem e formam bolas de pelo com mais facilidade no estômago. Eles necessitam de ajuda bucal e auditiva, para evitar as proliferações de bactérias que podem causar mau cheiro.

Fox Paulistinha

fox-paulistinha-preco

Por volta de 1.500, os navios portugueses chegavam no Brasil. Como os navios eram conhecidos por terem muitos ratos, eles traziam cães caçadores de animais pequenos (terriers) para ajudar a combater os ratos dos navios. Esses Terriers, acreditava-se, eram o Fox Terrier e o Jack Russel Terrier. Os pesquisadores acreditam que eles teriam sido cruzados ao longo do tempo com o Pinsher, Chiuaua e outros cães que já existiam no Brasil, dando origem ao fox Paulistinha ou Terrier Brasileiro.

Se você procura um cachorro calmo e tranquilo, essa raça não é o ideal para você. Em geral, cães dessa raça são bastante agitados e ativos e precisam de muito exercício diário. É alerta (muito usado para guarda e alarme), ativo e super inteligente, aprendendo facilmente truques e comandos, não sendo à toa ver essa raça em circos e espetáculos. É bastante apegado ao seu dono, por conta disso, muitas vezes é considerado companheiro.

Por ter porte pequeno, muitas pessoas abrigam esse animal em apartamentos, porém, uma casa com um quintal grande é o ideal, pois assim, ele pode gastar toda a sua energia, seja correndo,caçando e gastando suas energias.

Basenji

basenji-2304

O Basenji é uma das raças mais antigas, e foi descoberto no Congo Africano vivendo com caçadores pigmeus. Os primeiros exploradores nomeavam os cães de acordo com a tribo ou com a área em que eram achados, como o Zande Dogs ou os Terriers do Congo. A popularidade da raça, como animal de estimação e como cão de exposição, cresceu constantemente, embora de forma lenta. Nos anos 50, houve um aumento da popularidade graças a um livro e um filme com o animal.

A maioria acha que ele é um cão tipo felino, no seu estilo: inteligente, curioso, obstinado, independente e reservado. Suas raízes caçadoras são bem evidentes, sendo uma das coisas que ele adora fazer, além de rastrear. Ele precisa de estímulos físicos e mentais regularmente para que não fique frustrado e destrutivo. Basenji não consegue latir, mas ele não é mudo, emite sons como uivos e chiados, e até latem de vez em quando, uma ou duas de cada vez. Sempre foi uma raça difícil de classificar, pois mantém muitas características primitivas, especialmente a falta de capacidade para latir e a ocorrência de cio apenas uma vez por ano.

Dentro de casa, sua vivência é melhor quando se possui um quintal. O seu pelo é fácil de manter, bastando escová-lo de vez em quando para remover os pelos mortos.

Devon Rex

c76f855cf27a6529c5df3e4d84c3351f

O Devon Rex é uma raça de gato de pelo curto e sua aparência está longe de ser comum. Seu nome deve-se a região de origem, Devonshire, na Inglaterra. O primeiro gato da raça foi descoberto em em Buckfastleigh, no condade de Devon, no Reino Unido.

Muitas vezes chamado de ”gato duende” em relação a sua aparência peculiar, a raça apresenta uma cabeça larga, orelhas e olhos bem grandes e nariz levemente arrebitado. Devido as características típicas da pelagem e a troca de pelos menos intensa, o Devon Rex é tido como uma das raças de gato que causam menos problemas a pessoas  alérgicas a pelo de gato, tecnicamente, não são hipoalergênico.

Seu temperamento caracteriza-se por ser um gato ativo, brincalhão e procura estar sempre presente e fazer parte de cada situação. É curioso, que prefere estar junto aos seus donos em todos os momentos. Tem uma especial predileção em empoleirar-se nos ombros de seus donos para estar perto da cabeça e do pescoço.

Muitas vezes é comparado ao temperamento de um cachorro, por ser bastante amigável. Inteligente, é capaz de aprender truques com facilidade e gosta de brincar de se esconder, jogar bolinhas e buscar objetos, costumando ter esse hábito brincalhão mesmo depois de adulto.

Chiuaua

chihuahua-pelo-curto

O Chiuaua é a menor raça de cachorro do mundo e encanta pelo seu tamanho e pelo seu olhar meigo e carinhoso. É preciso tomar cuidado com eles pela casa, pois são muito pequenos, principalmente quando filhotes.  Atrevido, a raça conquistou seu lugar como cachorro toy preferido por sua intensa devoção a uma única pessoa. Ele é reservado com estranhos, mas geralmente se dá bem com outros cães e animais da casa. Alguns tentam serem protetores, mas não são muito eficientes nisso, outros podem ser corajosos e até mais tímidos.

É um cão animado, mas que pode se exercitar correndo dentro de casa. Gosta de explorar o jardim ou fazer passeios curtos com coleira e adora acompanhar a família em atividades ao ar livre. Ele não é um cachorro para viver do lado de fora, pois odeia frio e busca o calor. Os cuidados com o pelo são mínimos, basta apenas escová-lo duas ou três vezes por semana.

Bengal

thor-gato-bengal-2

É uma raça relativamente recente, descendente direto do leopardo asiático, ou gato-leopardo e um gato doméstico. A aparência selvagem que remete a lembrança aos grande felinos está muito presente através da elegância dos pelos curto e apesar da aparência selvagem, reúne todas as características comportamentais dos gatos domésticos,exceto pelos olhos maiores, partes do bigode mais ressaltadas, pernas mais longas e manchas brilhantes.
O Bengal, também conhecido em países de língua portuguesa como Gato-de-Bengala, é um gato de tamanho médio a grande, musculoso, robusto, apresentando formato de corpo alongado. Os gatos dessa raça são frequentemente descritos por seus donos como gatos inteligentes, capazes de interagir com seus familiares e até de demonstrarem um certo comportamento canino, pedindo atenção através de rosnados e seguindo seus donos pela casa. Certos criadores descrevem os gatos Bengals como brincalhões, sociáveis e enérgicos que têm uma generosa dose de curiosidade felina e que desejam estar envolvidos com sua família. Não ficam intimidados com água, às vezes, se juntam à família para um mergulho, desde que seja de acordo com seus termos.
É por outro lado, considerado independente, com característica facilmente explicada pela manutenção de seus genes herdados dos ancestrais selvagens. Mesmo assim, o verdadeiro Bengal é um gato que inspira confiança, e nunca ameaça atacar ou ferir o seu dono.

Cane Corso

cane-corso

Há duas teorias a respeito da origem do nome desta raça, porém, a do latim ”cohors”, que significa ”guardião das propriedades”, parece ser a mais plausível, uma vez que Cane Corso sempre foi muito utilizado como cão de guarda. Embora seu porte e a sua força garantam a sua grande capacidade de guarda e proteção; este animal pode ser extremamente dócil, carinhoso e fiel com os membros de sua família (incluindo crianças), já que é bastante confiável e equilibrado no convívio com as pessoas.
Cane Corso eram utilizados tanto em lutas de animais quanto na guerra. Os seus primeiros registros datam do século XVI, quando os italianos usavam estes cães para caçar javalis e manter a segurança de fazendas e currais.
É corajoso, ousado, teimoso, orgulho e equilibrado, sempre estando em alerta para qualquer situação diferente. Também é inteligente e confiante e conta com uma alta capacidade de aprendizado – tornando seu processo de adestramento bastante fácil e rápido quando realizado de maneira correta. Em função da sua energia, precisa ter bastante espaço para se movimentar, sendo ideal que ele possa desfrutar de um jardim ou um quintal.
Outro fator bastante importante e que vale ser ressaltado é que, para que seja um bom parceiro, o Cane Corso deve ser treinado e adestrado desde a época em que ainda é só um filhote; pois, dessa forma, além de possibilitar um aprendizado mais rápido e simples, estes ensinamentos serão capazes de combater o caráter dominante e autoritário que a raça possa ter.

Entre em Contato Conosco